Loading...

sábado, 20 de novembro de 2010

Prova São Paulo 2010 - Aguenta coração! (2)


CENA II - 8ª SÉRIE A - 10/11/2010

De volta a arena da Prova São Paulo para a etapa final. Serão mais 4 baterias de 35 minutos cada. Mais uma vez nos deparamos com a situação de se ter que concluir a prova em um tempo tão longo.

Às 15:10 horas alguns já estavam no questionário sócio-econômico (caso do “Malaquias”). Observar a prova de matemática de hoje é reafirmar a constatação de que não se pretende avaliar proficiência alguma.

O que me surpreende e intriga ainda mais ao observar este processo é o fato de os competidores se sujeitarem a este tipo de certame sem nenhum questionamento. Alguns até percebem o absurdo do processo todo expresso na futilidade das questões ali impressas, porém não esboçam nenhuma reação, nenhuma resistência ao objeto, antes, se submetem ao suposto instrumento de avaliação passivamente, candidamente. É como se tal situação fosse a mais natural deste mundo. Penso que não é. A prova lhes confere um belo e autêntico atestado de burrice e eles , pobres competidores, recebem o título com um alegria inenarrável.

Epa! Neste instante me ocorreu a seguinte hipótese: E se o objetivo da prova seja na verdade uma espécie de anamnese, um instrumento para diagnosticar algum distúrbio neurológico, alguma psicopatologia do estudante. Então, na verdade, estariam fazendo um levantamento acerca de quantos doidos temos hoje nas escolas municipais.

As EMEF’s vão virar hospícios e os cuidadores serão os professores. Como a maioria destes já estão doidos de pedra também, tratar – se - à apenas de se unir o “inútil ao desagradável”.

Com isso se economizará bom dinheiro com internações hospitalares e as decorrências de tão oneroso processo. As EMEF’s se transformarão em “hospitais – dia” !!! e ainda contribuirão para o equilíbrio das contas da saúde impedindo assim que seja ressuscitada a mal – afamada CPMF.

É ou não é o autêntico “samba do crioulo doido”? ou como disse o Tiririca: “Pior do que está não fica! Fica... ...Ah! Se fica !!?

Carlos Augusto Ferreira Sacramento

é Prof. Ens. Fund.II e Médio – Geografia e História

e atende alunos do ensino fundamental e E.J.A. no

CEU EMEF Manoel Vieira de Queiroz Filho - Parelheiros

DRE Capela do Socorro - São Paulo – SP

Prova São Paulo 2010 - Aguenta coração! (1)


CENA I - 6ª SÉRIE B - 09/11/2010

São 14:50 e é dada a largada. Lá se vão os estudantes rumo a mais uma maratona externa de conhecimento. São 36 quilômetros de questões divididos em 4 baterias de 9 questionamentos cada.
Diferentemente das competições a que estamos acostumados, nesta prova os competidores devem chegar ao final de cada bateria em exatos 51 e ½ minutos. E é aí quem reside o problema, pois o grande desafio é se conseguir demorar tanto tempo para resolver questões tão medíocres.
Se considerarmos que estas avaliações tem como principal objetivo aferir a competência leitora e escritora dos competidores, fica mais do que clara a impressão de que está por detrás disto um mascaramento da realidade, pois um desempenho satisfatório dos competidores certamente jogarão os índices de escolarização de nossos aprendentes lá para o alto. Uma baita de uma farsa! É ou não é?
Tive a oportunidade de examinar algumas produções de texto elaboradas pelos examinados e posso garantir que a gramática definitivamente foi para o brejo. Caiu junto com a última reforma ortográfica. Estou indignado e ao mesmo tempo intrigado: Se avaliações como estas superfaturarem os índices de aproveitamento escolar, jogando na mídia a informação de que os estudantes da rede municipal estão aprendendo mais e melhor, como ficará aquele discurso recorrente que afirma a falência do ensino público e o despreparo do professor no seu fazer cotidiano?


Carlos Augusto Ferreira Sacramento

é Prof. Ens. Fund.II e Médio – Geografia e História
e atende alunos do ensino fundamental e E.J.A. no
CEU EMEF Manoel Vieira de Queiroz Filho - Parelheiros
DRE Capela do SocorroSão Paulo – SP

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Valeu Profe !!!






Valeu Sônia!
Valeu Claudio!
Valeu Isac!
Valeu Robson!
Valeu Nato!
Valeu Wal!
Valeu Jean!
Valeu Paulo!
Valeu Edson!

Valeu galera do CEU Parelheiros!

Professor Vale!!! ....... e vale MUITO !!!